Regras de etiqueta para pets

Regras de etiqueta para pets

Nenhum condomínio tem autonomia para proibir a presença de animais de estimação, salvo em casos extremos em que esses ofereçam perigo à comunidade. Afora essa situação, condôminos têm sim o direito de criarem seus pets. Contudo, é necessário estar ciente de que a vida na coletividade requer normas de comportamento e é preciso respeitar isso.

Listamos abaixo 8 regras de etiqueta para animais de estimação (e principalmente seus donos) em condomínio:

 

  • Cães com coleira e guia sempre

Não importa o tamanho, raça ou nível de agressividade do cão: ele precisa estar de coleira e ser guiado acompanhado pelo seu tutor. Não é porque são permitidos no condomínio que eles podem transitar soltos por onde quiserem, existem limites.

 

  • Sujou e limpou

O correto é não permitir que os animais façam suas necessidades dentro do condomínio. Porém, em se tratando de seres irracionais, é impossível prever quando isso irá ocorrer ou proibi-los. Fezes e urina devem ser imediatamente limpas pelo dono do animal e não por funcionários de limpeza do prédio.

 

  • Jardim não é banheiro

Lugar para passeio é a rua. Não se deve permitir que cães e gatos ou outros pets utilizem o jardim ou caixas de areia de playground para defecarem ou urinarem. Isso é anti-higiênico e pode propagar doenças.

 

  • Trânsito por locais adequados

A entrada, circulação e saída dos animais devem obedecer a regras. Em alguns prédios, esse acesso é feito apenas pela garagem. O elevador indicado para eles é o de serviço.

 

  • Não imponha o contato

Se você chama o elevador e ele já está ocupado com alguém, aguarde-o sair para poder entrar com seu animal. Os demais condôminos banir o seu pet do condomínio, mas também não são obrigados a ter contato próximo ele.

 

  • Controle o barulho

Cães latem, gatos miam, pássaros piam, enfim, todos os animais emitem som. É da natureza deles, mas cabe ao dono saber controlar o nível desses ruídos para não incomodar a vizinhança.

 

  • Controle a agressividade

Nem todos os cães são agressivos, porém algumas raças são mais predispostas a esse comportamento temperamental. Se o seu cão for assim, deve-se utilizar focinheira como medida de segurança.

 

  • Cuide da saúde do pet

Cartão de vacinação em dia e hábitos de higiene devem ser rigorosamente mantidos, pois animais de estimação podem transmitir doenças a outros animais ou mesmo a moradores

Por: Cecilia Lima – RP 3268/DRT/PB

Publicidade