MANUTENÇÃO NOS ELEVADORES

MANUTENÇÃO NOS ELEVADORES

MANUTENÇÃO NOS ELEVADORES

* José Roberto de Aquino Viana

Vistorias periódicas efetivas e serviços de conservação e manutenção de qualidade nos elevadores trazem confiança, conforto, aumento da vida útil do equipamento e evitam acidentes. Por outro lado, a má utilização do elevador é também um dos motivos de degradação deste patrimônio e até de acidentes.

Mesmo sendo o meio de transporte mais seguro do mundo, conforme o Corpo de Bombeiros, em 2019 houve 587 acidentes com elevadores no Estado de São Paulo, alguns deles fatais. Estes podem ter ocorrido, não só pela queda do elevador, como recentemente em Santos, mas também pela pessoa ter caído diretamente no poço por falhas nos sensores de porta ou pelo resgate afoito de passageiro preso sem esperar o socorro especializado.

Por fim, acidentes ocorrem até com o próprio pessoal da manutenção por imprudência ou imperícia durante os serviços de instalação e manutenção do elevador.

Portanto, para se evitar surpresas, é necessário que, antes do síndico contratar qualquer empresa de manutenção, verificar, não só as referências, mas se ela tem algum histórico de reclamações junto à Prefeitura e ainda é cadastrada no Sindicato das Empresas de Conservação, Manutenção e Instalação de Elevadores do Estado de São Paulo – SECIESP.  A maioria dos síndicos não se preocupa com isto e não acompanha ele próprio, ou delega pessoa capacitada, para verificar a efetividade das inspeções periódicas e a qualidade dos serviços.

Muitos optam pela empresa que oferece o mais baixo preço mensal do contrato de manutenção podendo ocorrer descaso com a manutenção ou custos muito mais altos com substituições de peças, muitas das vezes desnecessárias. Desta forma, agindo com responsabilidade, pode-se não só cuidar como também economizar com os elevadores. E muito!

                               * O autor é engenheiro mecânico, auditor autônomo em elevadores. Contato: jaquinoviana@gmail.com