Condomínio Seguro

Condomínio Seguro

IP

UMA CAMPANHA EM BENEFÍCIO DE SÍNDICOS E CONDÔMINOS

“Melhor prevenir do que remediar”. Engana-se quem pensa que essa é  uma lição ultrapassada, ela ainda é o lema para antecipar possíveis transtornos e evitar situações “bola de neve”, principalmente, nos condomínios onde o impacto é maior e a situação exige mais cuidado por se tratar da vida de muitas pessoas.

O Artigo 1.348 da Lei nº 10.406 de 10 de janeiro de 2002 aponta que é dever do síndico, entre outras funções, zelar e prezar pela segurança e manutenção das obras e máquinas do condomínio, inclusive podendo ser penalizado, civil e criminalmente, se os itens não forem seguidos.

É para garantir mais controle e tranquilidade para o síndico e segurança para todos, que a Rede Vistorias, empresa líder no Brasil no seguimento de vistorias imobiliárias, juntamente com a certificadora Bureau Veritas líder em processos de segurança e qualidade criaram, em parceria, a campanha Condomínio Seguro que promove e atesta a qualidade e segurança dos condomínios.

 

Uma das principais premissas do Condomínio Seguro é a valorização patrimonial que representa um processo de melhoria contínua trazendo benefícios a longo prazo. Muitos síndicos e síndicas desconhecem as reais condições das edificações e seguir os protocolos e recomendações dos laudos apresentados, pode acarretar em economias significativas para os condomínios.

– Após uma vistoria realizada pelos nossos profissionais, identificamos o grau de segurança do condomínio e classificamos de acordo com nossos selos, obedecendo três níveis; sendo o nível 1 o que cumpre requisitos mínimos obrigatórios indicados no laudo técnico; o nível 2 obedece às condições do primeiro e alguns desejáveis indicados no laudo técnico; já o nível 3 qualifica a satisfação do vistoriador pelo cumprimento de todos os requisitos, obrigatórios e desejáveis – explica o CEO da Rede Vistorias, Enrico Dias.

 

A parceria entre a Rede Vistorias e a Bureau Veritas se constrói da seguinte forma: as vistorias iniciais realizadas nos condomínios são de responsabilidade da Rede Vistorias e, logo após, são feitas pela Bureau Veritas as inspeções e emissão dos laudos técnicos no qual apontam as condições de conservação das construções. A administração do condomínio terá, então, uma “radiografia” da atual condição da edificação. Fica a cargo de síndico e condôminos executar as obras necessárias para adequação aolaudo. Entre os inúmeros exemplos de abrangência e impacto do Condomínio

 

Seguro podemos destacar: inspeções e ações regulares e preventivas evitando transtornos decorrentes da falta de fiscalização; prevenção da desvalorização predial decorrente da falta de cuidado e manutenção constantes; evitar gastos adicionais e não previstos na realização de reparos corretivos (tudo o que é urgente é mais caro) e até mesmo antever casos graves de desabamento e acidentes. Vale reafirmar que a responsabilidade

legal das consequências das manutenções ou falta delas, é também do síndico, que pode sofrer as penalidades previstas em Lei.

 

O Condomínio Seguro surge como um processo inovador, focado na prevenção e antecipação de obras e transtornos condominiais decorrentes de pequenos reparos que não foram feitos ou que não foram identificados, entregando valor ao oferecer maior segurança e controle para condôminos e síndicos.